top of page

Com 65% dos votos, sindicalista Vanderson Gama é eleito presidente do PSoL Campos



Com 65% dos votos, Vanderson Gama foi eleito presidente do PSoL Campos dos Goytacazes nesse sábado (23/9) em Congresso Municipal realizado na sede do Siprosep. O sindicalista liderava a Chapa 2, que recebeu 36 votos contra 19 da Chapa 1, que apontou a assistente social Danielle Pádua como candidata à Presidência.


A eleição aconteceu após uma tarde de debates, com a presença do atual presidente, Germano Godoy, e de Professora Natália, que recebeu 11,6 mil votos como candidata a prefeita em 2020.


Em seu primeiro discurso como como Presidente, Vanderson falou da importância de ser independente para dialogar com todos os setores em busca da unidade do partido.


“Nosso desafio está apenas começando. Trabalhar para um PSoL que Campos merece e precisa. Temos uma responsabilidade muito grande pela frente e precisamos honrar essa expressiva votação. Precisamos nos voltar para as bases e evitar a todo custo o silenciamento e o isolamento das minorias”, afirmou.

Vanderson teve apoio de diversos setores independentes do PSoL, incluindo figuras históricas como fundador do partido no munícipio em Campos, Marcos Nunes, do Sindicato dos Previdenciários de Campos.


Antes de passar o cargo para Vanderson, o atual presidente, Germano Godoy, falou sobre a importância do congresso para reafirmar a democracia dentro do partido e, através do diálogo, estabelecer diretrizes para o futuro.


“Tenho plena confiança que o companheiro Vanderson e a equipe que vai assumir serão pessoas comprometidas, capazes de tocar o próximo diretório. A gente tem como desafio a expansão do partido, criação de novas figuras públicas para a próxima eleição municipal”, afirmou Godoy, que também faz parte do Núcleo José do Patrocínio.


Vanderson Gama é geógrafo, servidor da prefeitura de Campos há 21 anos na área de Saúde e atua como diretor do Siprosep, Sindicato dos Profissionais Servidores Públicos de Campos dos Goytacazes. O novo presidente iniciou sua carreira política no movimento estudantil, como presidente do DCE do antigo Cefet (hoje IFF) e é militante do PSoL há 15 anos, tendo o fundado o partido em Campos em 2004, participando da coleta de assinatura para regularização na Justiça Eleitoral.

4 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page